fbpx
  1. Início
  2. Témoignages
  3. O estímulo da escuta e o ensino da escrita

O estímulo da escuta e o ensino da escrita

Eu fiz o curso inicial de ANL1 dado em Gatineau para a Escola de Idiomas das Forças Armadas do Canadá em junho de 2018. Algumas técnicas demonstradas e colocadas em prática me fizeram querer testá-las com meus alunos.

As limitações específicas do ambiente onde eu ensino não me permitem implementar um ambiente de ensino 100% ANL. No entanto, dois elementos se destacaram e eu os uso regularmente desde o meu curso.

Primeiro, a “estimulação da escuta”. Em relação a essa estratégia, adorei o fato de que o nível de aprendizes não entra em consideração. Essa maneira de fazer as coisas me permite chamar a atenção dos alunos desatentos de maneira discreta e eficaz, mas também garantir que todo o grupo realmente ouça o que os colegas têm a dizer. É tão simples, com expressões naturais como “O que X acabou de dizer?”, “O que Y conseguiu dizer?” Ou “O que Z acabou nos dizendo? ” Implementei essa estratégia de “estimulação da escuta” a partir do 2 ºdia de formação com um grupo de aprendizes iniciantes e notei uma melhora clara em sua atenção geral nos primeiros dez dias de formação. Isso também permite criar automatismos estruturais que me serão úteis mais tarde.

Outra coisa que eu pus imediatamente em prática foram as estratégias recomendadas para a fase de escrita. Agora eu me divirto de verdade! Meus alunos, em grupo, conseguiram muito rápido produzir pequenos textos ricos em informação. Ainda ontem, meus alunos produziram um texto para apresentar a classe ao novo professor. Eles elaboraram cerca de dez frases soltas. Eles me surpreenderam reutilizando o que tinham acabado de praticar oralmente, das profissões aos sentimentos, passando pelas expressões de saudação como “bem-vindo” e “boa sorte”. As frases foram escritas na lousa, alguns erros foram identificados pelos próprios alunos, em seguida a classe organizou as frases em uma ordem lógica, e então criaram os parágrafos. Houve discussão e votos em certos pontos. De forma sutil, eu estabeleci alguns critérios lógicos para pôr as frases em ordem. O método apresentado durante meu estágio de ANL já tinha me encantado, mas os resultados produzidos em sala de aula com os alunos de minha classe provaram que, além de ser lógico, o método é consistente. A produção de textos pessoais é muito mais fácil e precisa quando a produção oral e a escrita em grupo são exploradas antes de passar para o papel.

 

Maud R.

Conselheira pedagógica

Escola de Línguas La Cité

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu
X