fbpx
  1. Início
  2. Témoignages
  3. Abordagem Neurolinguística na Aprendizagem do FLE por Adultos

Abordagem Neurolinguística na Aprendizagem do FLE por Adultos

ANL1Na minha carreira de professora de FLE, trabalho principalmente com estudantes universitários e adultos. Tenho bastante interesse nos desenvolvimentos da pedagogia de ensino do FLE e nas várias estratégias que podem garantir um ambiente de aprendizagem eficaz e agradável. Minha primeira sessão de treinamento em ANL ocorreu em agosto de 2018 e foi uma das formações mais rigorosas que eu já fiz.

Estratégias práticas em sala de aula apoiadas pela pesquisa
Para mim, o que realmente chamou a minha atenção na ANL foi o casamento da pesquisa com sugestões práticas sobre as melhores práticas em sala de aula. Nas minhas experiências anteriores com outras cursos de formação, eu vi que os professores costumam falar sobre a pesquisa (e deixar os alunos se perguntando como ela pode ser utilizada em termos de métodos de ensino dentro da sala de aula ) ou compartilhar estratégias baseadas em sua experiência pessoal, que podem ser úteis, mas não correspondem a uma perspectiva teórica coerente sobre o ensino. Eu realmente gostei de ter uma metodologia baseada em uma pesquisa rigorosa enquadrando a estrutura sugerida. Steeve e Olivier também demonstraram bastante conhecimento e se mostraram abertos para discussões sobre os vários temas que vimos durante a formação, o que realmente me ajudou a pensar sobre como o conteúdo se traduziria em meu próprio contexto de ensino.

Dois desafios para alunos adultos que eu gostaria de abordar
Como eu ensino seguindo a estrutura curricular de uma universidade ou faculdade, eu sabia que não seria possível implementar todo o ciclo sugerido pela ANL. No entanto, descobri que fazer mudanças e incorporar elementos específicos nos currículos existentes leva a ótimos resultados. Um dos maiores desafios dos alunos adultos são as noções pré-concebidas sobre a incapacidade deles de dominar um idioma. Em segundo lugar, o fato de que eles ficam impacientes muito rápido, porque esperam poder se comunicar com o mesmo nível de nuance em francês do que aquele que eles têm em inglês, em um período extremamente curto de tempo. Sempre acreditei que podemos aprender um idioma bem em qualquer idade, embora os métodos precisem ser adaptados.

Modificações bem-sucedidas de exercícios de leitura
A formação em ANL nos deu as ferramentas que ajudam a convencer os alunos das suas próprias capacidades. Em uma das minhas aulas para adultos no semestre passado, incorporei a parte de leitura do ciclo. Chamar a atenção dos alunos para as palavras que eles podem não conhecer antes de ler um texto e permitir que eles fiquem envolvidos no fluxo da leitura, como quando escutamos uma estória, foi muito bem recebido pelos meus alunos. Além disso, pedir a eles para ouvir um texto antes de tentar lê-lo melhorou a pronúncia e reduziu a ansiedade deles, de modo que notei um aumento significativo da disposição dos alunos para participar de exercícios de leitura. Além disso, ser capaz de acompanhar as histórias do começo ao fim sem se deparar com palavras e expressões desconhecidas aumenta bastante a confiança dos alunos. Eles me dizem que adotaram um pouco o método quando fazem leituras em casa como parte da lição de casa.

Ao trabalho!
Como estamos sempre lutando contra a quantidade escassa de tempo em sala de aula, especialmente com estudantes universitários, estou pensando em incorporar gravações e audiolivros em um ciclo de lição de casa para os alunos avançados, para que possam praticar um pouco mais de forma independente. Espero pôr em prática essa ideia com a minha próxima turma. Também estou ansiosa para incorporar elementos das outras partes do ciclo em meus planos de aula, e espero ansiosamente as futuras sessões de treinamento.
Agradeço sinceramente a Joan Netten pela energia e dedicação que ela traz para a didática das línguas estrangeiras. A formação não teria sido a mesma sem a sua participação!

Kathy Asari

Menu
X